Skip to content

banda sonora da minha vida #64 tuga, muito tuga

10/06/2013

Apesar da carioquice, já instalada e visível em tantas coisas, o coração e a alma são do mais português que pode haver.

A mudança drástica só aos 30 anos permite que as raízes, as origens não se desvaneçam.

E apesar do sotaque que escolhi ter em terras de além mar (para me facilitar a vida), apesar do amor pelo sol carioca, pelos sumos de maracujá, pela Lapa e Ipanema, pelos amigos que aqui fiz, o meu país é a minha casa. Por mais que me tenha apaixonado loucamente pelo Rio e por este povo tão apetecível , nunca me sentirei tão em casa como em Portugal. É pra lá que voltarei sempre que precisar de um porto de abrigo.

E é por isso que hoje celebro o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades com este final de concerto que me é tão querido:

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: