Skip to content

dias de festa _ QF2010

26/05/2010

Os dias de euforia absoluta há muito que acabaram. Mais uma vez a primeira semana de Maio levou-nos aos nossos limites. E mais uma vez o corpo acusa agora os maus tratos, e a cabeça… essa demora a fazer o “reset” de tantos momentos inesquecíveis e a programar de novo o modo trabalho. O estado de êxtase era tal, que só agora encontro alguma clarividência para pensar e dissertar sobre o assunto.

Numa semana em tudo igual de ano para ano, noto ainda um lugar para novidades.  E desta vez não foi excepção. A maior de todas: foi a última!!! Não quer dizer que não volte, que não viva de novo, que não sinta outra vez o pulsar da cidade e das suas gentes nesta altura. Mas sei que nunca será igual ao que foi. Quanto mais não seja porque existirá em mim a saudade de um tempo feliz que não volta… Não voltarei a ter uma semana inteira assim, vivida até à última gota, no limite do corpo e do pensamento. Principalmente, nunca mais será como ESTA… Ficou gravado para sempre como uma tatuagem no meu pensamento e no meu coração TUDO o que experimentei, TUDO o que senti, TUDO o que vivi. Até porque de certa forma despedi-me de uma vida que não volta… De todos os excessos, guardo com um carinho especial o que de melhor houve… as portas que se fecharam para se abrirem outras com mais luz; as amizades confirmadas, as amizades renovadas, as amizades conquistadas, as amizades recuperadas; as más certezas depois da dúvida, que pelo choque ajudam a crescer e a seguir em frente; as boas certezas, que se personalizam nos amigos lindos que tenho a sorte de ter e que mostram um novo caminho, onde sou e vou ser FELIZ 🙂

Uma sombra de tristeza paira agora sobre mim. Os sentimentos de alegria e nostalgia, misturam-se sem me darem espaço para respirar. O nervosismo do último trabalho é agravado pelo nervosismo de ver afastar aqueles que nos últimos tempos me mostraram que o mais importante na vida são, realmente os amigos…

Filipe. Inês. João. Nuno. Rui. Sandra. Tiago. Vânia. Estas palavras são, principalmente, para vós que me acompanharam de forma mais próxima neste estado permanentemente ébrio de felicidade! Gosto-vos muitíssimo! Diria mesmo que vos amo de paixão 😉

Anúncios
4 comentários leave one →
  1. 27/05/2010 00:07

    Quando se recupera algo que se julgava perdido, damos outro valor. O engraçado de tudo, foi a coincidencia das situaçoes… pois foi esta Queima, depois de muito tempo, que tive coragem de partilhar com algumas pessoas certos erros meus, e relembrar a falta que me fazias, a pena que eu tinha de uma tao grande amizade perdida (feita em pouco tempo, um tanto ao quanto de paixao à primeira vista, porque se bem me lembro fizemos logo um click às primeiras palavras, aos primeiros momentos….). O peso das acções que nao davam para emendar ou voltar atrás e apagar…. e numa bela noite… uma inesperada mensagem tua, quase como nos velhos tempos…
    e tudo recomeçou 🙂 uma nova oportunidade, que me deixou tao e tao feliz.

    no meio disto tudo, tenho de pedir desculpa à Vânia, por ter deixado que lhe roubasses o protagonismo todo… se bem que acho que ela entende o porque de naqueles dias só ter “visto Inês” à minha frente :p

    a ti, o meu muito obrigada pela oportunidade de amizade recuperada e renovada… que possamos pegar na parte boa em que ficamos, e continuar a construir a historia. Que no fechar deste teu capítulo, me leves na mala para o próximo, porque eu sem duvida vou querer fazer parte dele, da melhor maneira possível!

    Agora e de agora em diante sempre, aqui para ti! *

  2. Sandrinha permalink
    27/05/2010 00:38

    Momentos que passam, memórias que ficam amizades que perduram…
    Foi bom partilhar contigo esses momentos…desde a música pimba á luta de Sumo, de Braga a Coimbra, das gomas á cerveja, a alegria e as lágrimas, a sangria e a ginginha…
    Porque de Coimbra levamos de tudo e esta será para sempre a nossa cidade…
    Sabes que podes contar sempre comigo mesmo se estiver do outro lado do mundo 😉
    Tenho orgulho de ser tua amiga
    Beijo PRINCESA

    P.S Sandra gostou muito disto e chorou imenso 😛

  3. Era uma vez... permalink
    27/05/2010 16:09

    Chorar não chorei, mas este texto descreve, sem sobra de duvida, tudo o que se passou nesta nossa ultima queima e que vai deixar saudades e recordações para sempre.

    Inês: não precisas de pedir desculpa de nada oh caloirinha!!!

    Maria Sardinha: Obrigado por todos os momentos partilhados, pelas conversas, pelo silêncio, pelos risos, pelos puxões de orelha, pelas coisas boas, pelas menos boas, enfim… obrigado por tudo e por nada.

  4. 30/05/2010 19:44

    Deixa-me que te diga que tens um jeitaço para a escrita! É certo que a nostalgia te vai acompanhar sempre… Mas vai estar sempre acompanhada dessas memórias… E não vale a pena ficar com um sentimento triste por estar a “acabar”.. Se as memórias são boas, é sinal que tudo foi vivido intensamente e da maneira que tinha que ser, com todos os excessos a que tinhas direito! E lá diz o ditado: “Queima é em Coimbra, o resto são fitas”
    beijo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: